14 de jan de 2011

A vinícola mais antiga do mundo

Jarras, sementes de uvas, um lagar (tanque para espremer as uvas). Todos esses itens necessários para a produção de vinho foram encontrados em escavações arqueológicas em uma caverna na Armênia. Segundo os cálculos dos pesquisadores, os equipamentos têm cerca de 6,1 mil anos. São as evidências mais antigas já descobertas de produção e consumo de vinho no mundo.
Um grupo de cientistas da Armênia, dos Estados Unidos e da Irlanda trabalhou nessa pesquisa, divulgada nesta terça-feira (11) pelo
Journal of Archaeological Science. A caverna é a mesma onde foi encontrado o sapato de couro mais antigo do mundo – descoberta anunciada em junho do ano passado. As escavações ocorrem na Areni-1, localizada no sul da Armênia, perto da fronteira com o Irã. A caverna fica nos arredores de uma pequena vila, conhecida até hoje pela produção de vinhos.
Os arqueólogos encontraram uma bacia rasa feita de barro prensado, cercada por um aro maior, que deveria conter suco, e posicionada de maneira que o líquido escorresse para uma cuba mais funda. Essa bacia, aparentemente serviu como lagar, onde a uva era espremida. Não foram encontrados, entretanto, vestígios de um utensílio que esmagasse a uva. Tudo indica que isso era feito com os pés. "As pessoas, obviamente, amassavam as uvas com seus pés, da mesma forma que era feito em todo o Mediterrâneo e na Califórnia", disse Gregory Areshian, um dos chefes das escavações e diretor-assistente do Instituto Cotsen de Arqueologia, da Universidade da Califórnia.

No lagar, foram encontrados punhados de sementes de uva, restos de uva prensada, mosto e dezenas de videiras secas. Segundo paleobotânicos de três instituições diferentes, a espécie é Vitis vinifera, varidade cultivada e ainda usada para fazer vinho.
Fonte: Época

0 Carinho de amigos(as):

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DesinArtes, minha loja VIRTUAL! Confira!