3 de jun de 2011

OMS confirma que E. coli pode ser transmitida de pessoa para pessoa

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta sexta-feira que a bactéria intestinal Escherichia coli entero-hemorrágica (ECEH) pode ser transmitida de pessoa para pessoa através das fezes ou por via oral. "Este tipo de transmissão nos preocupa e, por esta razão, queremos que se reforcem as mensagens relativas à higiene pessoal", declarou a epidemiologista da OMS Andrea Ellis.



Segundo a especialista, acredita-se que a exposição, até o momento, esteja limitada à região norte da Alemanha. A variante da Escherichia coli em questão já havia sido detectada em humanos anteriormente. "A variante detectada na Alemanha é muito rara. Já é conhecida entre humanos, mas é a primeira vez que foi identificada em um surto", afirmou Fadela Chaib, porta-voz da OMS.



Os comentários da porta-voz surgem depois que um grupo de pesquisadores em Hamburgo, na Alemanha, descobriu, com a ajuda de especialistas chineses, que a variante da E. coli é um "novo tipo", extremamente agressivo e resistente a antibióticos. Fadela se recusou a fazer comentários diretos sobre a pesquisa, mas indicou que os especialistas em saúde da organização podem abordar a questão ainda nesta sexta-feira.



Infecções - Doze países informaram casos de pessoas infectadas pela síndrome hemolítico-urêmica (SHU) e pela variante da bactéria intestinal E. coli Enterohemorrágica (ECEH), informou nesta sexta-feira o Escritório Regional Europeu da Organização Mundial da Saúde, em Copenhague, na Dinamarca. A Alemanha, que notificou 470 casos de SHU e 1.046 de ECEH, lidera a lista, na qual também figuram Áustria (0 e 2), República Tcheca (0 e 1), Dinamarca (7 e 10), França (0 e 6), Holanda (4 e 4), Noruega (0 e 1), Espanha (1 e 0), Suécia (15 e 28), Suíça (0 e 2), Reino Unido (3 e 4) e Estados Unidos (2 e 0).



(Com agências Estado e Efe)

0 Carinho de amigos(as):

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DesinArtes, minha loja VIRTUAL! Confira!