14 de fev de 2011

Quando ele falha


Tudo começa com uma ligação dele para marcar um encontro para aquela noite. Em seguida, você já agenda um horário no salão para fazer as unhas, o cabelo e a depilação (caso não esteja em dia). Depois, vem a preocupação de que roupa vai usar. É claro que por baixo daquela megaprodução você já pensou em usar a sua lingerie mais sexy. Após o trabalho, começa a batalha contra o tempo para se arrumar e, enfim, estão você e ele degustando um vinho em um restaurante.

Ele está mais sedutor do que nunca e o clima entre vocês fica cada vez mais quente, até que vão para um lugar mais reservado. E a história que tinha tudo para terminar com um final feliz vira um pesadelo de frustração: na hora do sexo, o cara brocha. Um filme de tudo o que fez naquele dia para ficar deslumbrante passa pela sua cabeça e o fatídico 'acontece' escapa da sua boca. Mas e agora, qual é a melhor atitude a ser tomada? Fingir que nada aconteceu, conversar ou continuar tentando?

Contorne a situação

De acordo com o terapeuta sexual Paulo Tessarioli, o mais importante é preservar o clima e o contexto do sexo. "Deve-se tirar a tensão do homem, pois não foi ele quem falhou, foi seu pênis que não teve ereção. Ele fica tão constrangido quanto a mulher, mas se ela conseguir desvincular-se de tudo o que aprendeu, pensar que o cara está ali porque quer - e valorizar isso -, a tendência é que tudo acabe bem", sugere. 


Quando o psicólogo fala sobre os aprendizados que a mulher adquire ao longo da vida, ele refere-se aos mitos de os homens serem pegadores por natureza e que jamais dispensam uma fêmea ou falham. Outra dica é jamais chamar o cara para conversar nessa hora. "Quando o clima é sexual, o verbo só atrapalha. Na cama, não se conversa", adverte Tessarioli. No entanto, a maioria das mulheres acaba entregando sua insatisfação nessa hora, se não de forma verbal, na expressão. Isso acontece porque as mulheres desconhecem como é o corpo masculino do ponto de vista sexual e que o pênis é importante, mas não é tudo em um homem.

Se a mulher for imatura, vai pensar que o rapaz brochou porque tem outra, não gosta mais dela ou não tem mais atração, segundo o médico e sexólogo Amaury Mendes Júnior. "Nesse momento ela deve se solidarizar, mas fingir que não aconteceu nada é ridículo. O segredo é não dar muita importância, mudar de assunto e tirar uma casquinha do seu parceiro. Tente provocar, seduzir e peça para ele fazer sexo oral. Vai estimulando e deixa o pênis pegar no tranco", aconselha.

No entanto, se o seu parceiro estiver brochando com frequência, os especialistas indicam que a mulher deva agir com carinho, conversar com ele sobre o caso - mas jamais na cama, sempre fora do contexto -, sugerir que ele procure ajuda profissional e reforçar que ele terá o seu apoio. "Quando se passa mal do coração ou estômago vai-se ao médico. Em relação aos órgãos sexuais não é diferente. Os casais têm intimidade, mas não conversam sobre sexo. Tem que conversar e ir ao médico", pontua Amaury. 

Aprenda com quem sabe

Paulo Tessarioli, que costuma aconselhar homens e mulheres sobre problemas sexuais, através do seu blog affaircomvocealltv.blogspot.com, analisou alguns casos enviados por leitoras do Guia da Semana e indicou como elas deveriam ter agido naquele momento. Confira!
 
Fonte:  Guia da Semana
Fotos: Getty Images

0 Carinho de amigos(as):

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

DesinArtes, minha loja VIRTUAL! Confira!